Tempere a gosto!

Freqüentemente eu sou questionado sobre alimentação. Claro, todo mundo me ouve falar de cachorros-quentes e McDonalds, Milk Shakes de Ovomaltine e coisas do gênero. Mas também me ouvem muito falar de cozinhar. Eu não sou um Ás do fogão, mas eu curto cozinhar sim. Inclusive, cozinho bastante. Arroz e carne; Macarrão com molho branco ou de tomate com bacon, calabresa – uma vez até fiz com frango! Não é difícil, só requer um pouco de prática e paciência.

E essa é a pergunta que me fazem: “e você cozinha todo dia?”. Eu estou a cada dia descobrindo um pouco mais sobre esse ritual diário de cozinhar. E sobre isso, posso falar que, a meu ver, cozinhar é muito bom quando você dá ao “ritual” a sua cara. Eu me sinto extremamente feliz em cozinhar ouvindo minhas músicas bem alto e tomando uma taça de vinho. Fazer uma coisa com a sua cara também ajuda. Pra dar um exemplo, atualmente “a minha cara” é Curry, Alho e Azeite em quase tudo o que eu cozinho! Deixei a pimenta um pouco de lado, não sei bem o porquê.

O que eu curto também é tornar a cozinha um laboratório. Sabe aquelas técnicas de pesquisa onde você muda uma variável, mantém tudo o mais constante e analisa as diferenças nos resultados? Faço isso constantemente enquanto cozinho! Por exemplo, dia desses fiz um molho branco bem simples, usando farinha de trigo. Outro dia fiz exatamente a mesma coisa, mas usando Maizena, só pra analisar as variações do sabor!

Outras coisas ajudam também. O ambiente da sua cozinha deve estar do seu agrado. Parando agora pra pensar, quando eu penso “vou limpar a casa!” eu sempre começo pela cozinha. Utensílios bonitos (os utensílios podem ou não ser úteis, fique a vontade =D) e bem dispostos. E o acompanhamento pra comida? Um filme? Um episódio de True Blood? E um vinho? Cerveja? Ah, e fora isso, eu, no momento, estou lendo um livro chamado “Uma História Comestível da Humanidade“. Fantástico! Conta a história da humanidade mostrando como os alimentos são o motor (ou, pelo menos, uma grande influência) de [quase] todas as transformações! Ver como as especiarias levantaram e derrubaram economias, espalharam religiões, criaram cidades… é muito interessante!

Bom, é isso aí! E aliás, tô sempre procurando novas receitas, e aceito sugestões! =]

Anúncios

O Mundo dos Mais-de-Um

Vai um leitinho aí?

Então, você quer morar sozinho… Ótimo. É um mercado crescente. Embora eu tenha achado num blog desconhecido (por mim), este pedaço de texto estava em alguma edição da Isto É:

Cada vez mais homens e mulheres moram sozinhos. Na Inglaterra, o índice de domicílios habitados por uma única pessoa é de 30%. Nos Estados Unidos, alcança os 25% – em Nova York, a meca dos solteiros, mais da metade da população (50,6%) vive só. No Brasil, o número de indivíduos que moram sem companhia também aumenta a cada ano. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2008, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 11,6% dos brasileiros não dividem o teto com ninguém. Há dez anos, esse índice era de 8,4%.

(Fonte: http://integras.blogspot.com/2009/10/cresce-numero-de-pessoas-que-vivem-sos.html)

Adoro fazer parte da minoria =D Sempre foi assim. Mas, I digress… voltando ao assunto, se você não se sente facilmente só e abandonado – se você consegue se divertir em casa sozinho -, morar sozinho é muito bom. Claro, tudo tem problemas. É como um caderno novo: no início do ano, você não tem nem coragem de arrancar uma folha; no final do ano, tá cheio de adesivos, assinaturas dos amigos na capa, e só tem umas 10 folhas sobrando – nenhuma em branco (btw, se por acaso seu caderno apresenta pelo menos duas dessas três características já na primeira semana, NÃO recomendo que você vá morar sozinho!).

Mas o que eu realmente queria falar nesse post não é isso. Mas, como os dados acima informam, o mundo ainda é dos que não vivem só. E não somente por um fator de maioria simples; mas também por uma questão de pães-de-fôrma, cream cheese, pizzas, lasagnas, etc, etc: são quantidades muito grandes para uma pessoa [normal] que trabalha e/ou estuda o dia todo. O mercado não é voltado para os solteiros. Ou coma muito, e coma rápido, ou jogue metade no lixo.

Além disso, pensemos em energia elétrica. O que fica 24hs por dia ligado (em stand-by ou não) na sua casa? Geladeira? Adega de Vinhos? Aparelho de Som? TV? E a noite? Ar Condicionado? Computador? Bom, na minha casa, as mesmas coisas ficam ligadas. Com exceção de uma coisinha ou outra, o gasto de energia “passivo” vai dar a mesma coisa. Internet, TV a Cabo, Faxina, Condomínio e/ou Aluguel. Tudo dividido por um, ao invés de por dois ou mais…

Mas essa é a vida que escolhemos, certo?! Certo! A gente sofremu, mas a gente se divertimu! Eu não sei vocês, mas o meu apartamento tá bombando o som já as 7hs da manhã, quando eu pulo da cama gritando “YOU’RE NOT THE ONE, BUT YOU’RE THE ONLY ONE WHO CAN MAKE ME FEEL LIKE THIS!”

Auf Widersehen! =D

P.S: Esse cara da foto não sou eu, OK?! Eu acho que os direitos autorais da foto são dele… sei lá =D

Rise and Shine…and EAT!

Um bom café-da-manhã?

Em primeiro lugar, perdoem o título em inglês, mas é que “Rise and Shine” é uma expressão muito comum de se dizer pra quem tá acordando, que signfica, na prática, “Acorde e Brilhe”, e eu tratei de adicionar o “… e COMA!” 😛 Todo mundo precisa comer, certo?

Algumas pessoas não vêem necessidade em tomar café-da-manhã (aliás, por quê café-da-manhã? Eu sou obrigado a tomar café no meu café da manhã? Bom, EU sou, mas vocês entenderam…). Mas eu preciso de café-da-manhã, eu geralmente acordo com muita fome, ou fico com muita fome perto das 8:30-9:00 horas. O problema é que eu freqüentemente me deparo com uma questão cruel: o que comer de manhã?

Já faz um tempo que eu me pergunto isso. Minha mãe costuma fazer umas comidas de manhã que a maioria das pessoas acha pesado pra se comer tão cedo, mas eu já me acostumei, tipo calabresa, carne-de-sol, charque… enfim. Mas eu sinceramente não sei se eu vou ficar comendo essas coisas todas as manhãs. Eu preciso de algo que fique pronto rápido! Tipo… aqueles pães quadrados com Nutella? Manteiga? Macaxeira, salsicha e ovos mexidos (a.k.a. Self-service matutino na padaria da esquina!). Frutas! Mas frutas são a entrada, ninguém fica satisfeito só com frutas (hoje eu comi só melancia e mamão, não tá funcionando!). Por um tempo, adorava cereais… depois parei um pouco, mas agora devo voltar. Não sei…

Eu preciso saber rápido o que eu vou tomar nos meus cafés-da-manhã! Quero preparar logo pra fazer minha primeira feira, agora que eu já levei o fogão, a geladeira, a adega e o aparelho de som! Almoço, não, eu não vou almoçar muito em casa, vou almoçar na empresa; e Jantar é fácil, é o de menos.

Sugestões? =:D